(Antonio Cruz/Agência Brasil)
Política

Fundo eleitoral: Bolsonaro só tinha a perder, nada a ganhar

(atualizado: 17/12/2019, 9:55) leandro@vortex.media

Deputados tiveram de recuar da ideia de aumentar o fundo eleitoral para R$ 3,8 bilhões para a eleição municipal do ano que vem, porque o presidente Jair Bolsonaro não tinha nenhum interesse político na medida.

Por que isso importa?

O fundo eleitoral é dinheiro público usado para custear as despesas dos partidos nas eleições. Desde que as contribuições privadas foram proibidas, é a única forma de os partidos bancarem suas despesas. O veto de Bolsonaro é, antes de tudo, uma decisão de estratégia política contra adversários.

Conteúdo exclusivo para assinantes

Apoie o nosso jornalismo para que possamos ajudar a elevar a democracia.

Plano Anual com 30% de desconto.

Plano Mensal.

Plano Gratuito válido por 30 dias.

Já é assinante?

Newsletter

Reportagens exclusivas e as notícias mais quentes na sua caixa de e-mail.

Valorizamos sua privacidade. Nunca enviaremos spam ou compartilharemos suas informações com terceiros.

Assine

O novo modo de fazer jornalismo de que o novo Brasil precisa.

Apoie o nosso jornalismo para que possamos ajudar a elevar a democracia.
Assine Vortex