(Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado)
Política

Ampliação de foco pode enterrar proposta de prisão em segunda instância

leandro@vortex.media

A aprovação do projeto de lei que estabelece a prisão em segunda instância pela Comissão de Constituição de Justiça do Senado, nesta terça-feira (10/12), não significa um avanço significativo para os que defendem a medida. O texto vai ser votado novamente amanhã e, se aprovado, será enviado à Câmara – onde deve ficar parado. Há uma estratégia eficiente em curso para barrar a mudança no ano que vem.

Por que isso importa?

O confronto entre parlamentares e os que são contrários à prisão em segunda instância será um dos mais importantes no Congresso no início de 2020.

Conteúdo exclusivo para assinantes

Apoie o nosso jornalismo para que possamos ajudar a elevar a democracia.

Plano Anual com 30% de desconto.

Plano Mensal.

Plano Gratuito válido por 30 dias.

Já é assinante?

Newsletter

Reportagens exclusivas e as notícias mais quentes na sua caixa de e-mail.

Valorizamos sua privacidade. Nunca enviaremos spam ou compartilharemos suas informações com terceiros.

Assine

O novo modo de fazer jornalismo de que o novo Brasil precisa.

Apoie o nosso jornalismo para que possamos ajudar a elevar a democracia.
Assine Vortex