Política

O vídeo não deve ser o ápice da crise

Diego Escosteguy - há 1 semana

A divulgação do vídeo da reunião ministerial de 22 de abril causará um forte impacto político e, possivelmente, jurídico. A repercussão será imensa e ampla.

Ainda assim, é altamente provável que esse fato jurídico e político não seja o auge da crise institucional em que se misturam a família do Bolsonaro, um presidente que está em transe à base de cloroquina, o Planalto, a PGR, a PF e alguns governadores.

Há fatos graves a caminho. Eles expõem apenas uma certeza: a estabilidade institucional do país será testada duramente.

Newsletter

Reportagens exclusivas e as notícias mais quentes na sua caixa de e-mail.

Valorizamos sua privacidade. Nunca enviaremos spam ou compartilharemos suas informações com terceiros.

Assine

O novo modo de fazer jornalismo de que o novo Brasil precisa.

Apoie o nosso jornalismo para que possamos ajudar a elevar a democracia.
Assine Vortex