Justiça

Expoentes do Centrão na mira da Lava Jato; ataques penais podem manietar aliados de Bolsonaro na Câmara

Diego Escosteguy - há 4 meses

Delegados da Polícia Federal e procuradores da República estão atentos aos movimentos de líderes do Centrão para ocupar cargos no governo Bolsonaro e agir, dentro do Congresso, para enfraquecer o aparato de Estado que tanto os incomoda.

Todos os parlamentares e ex-parlamentares que se aliaram a Bolsonaro e estão à frente desses movimentos respondem a inquéritos ou ações penais. Alguns desses procedimentos e processos não estavam recebendo a atenção devida.

Isso já está mudando há algumas semanas. Em termos estratégicos, os investigadores sabem que precisam contra-atacar - sempre dentro da lei, evidentemente.

Alguns desses expoentes, como Ciro Nogueira, do PP, e Valdemar Costa Neto, do PL, sofrerão um escrutínio meticuloso. O mesmo vale para seus prepostos em cargos endinheirados do governo federal.

As lideranças políticas envolvidas em práticas criminosas e que voltaram a atuar provavelmente serão forçados a retornar - em breve - às suas trincheiras.

Politicamente, o avançar de novas investigações e antigos processos deve afetar a força de Bolsonaro na Câmara. É ali que se encontra a barreira para um impeachment ou o acolhimento de uma (improvável) denúncia a ser oferecida pela PGR.

Newsletter

Reportagens exclusivas e as notícias mais quentes na sua caixa de e-mail.

Valorizamos sua privacidade. Nunca enviaremos spam ou compartilharemos suas informações com terceiros.

Assine

O novo modo de fazer jornalismo de que o novo Brasil precisa.

Apoie o nosso jornalismo para que possamos ajudar a elevar a democracia.
Assine Vortex