Plenário do STF ()
Justiça

Quatro dias e seis pancadas: a semana em que o STF enquadrou o presidente

(atualizado: 22/05/2020, 12:47) diego@vortex.media

Os ministros não foram gentis com Bolsonaro nessa semana de quatro dias úteis.

Por que isso importa?

Os ministros do STF estão cada vez mais preocupados com o comportamento e as decisões de Jair Bolsonaro. Um presidente em forte atrito com a Suprema Corte significa estresse institucional e instabilidade política.

Na segunda:

  • Como antecipou Vortex, o ministro Celso de Mello autorizou abertura de inquérito contra o presidente Jair Bolsonaro, em razão das acusações de Sergio Moro.

Na terça:

  • Como antecipou Vortex, o ministro Celso de Mello autorizou abertura de inquérito por racismo contra o ministro da Educação, Abraham Weintraub.

Ontem:

  • O ministro Alexandre de Moraes suspendeu a nomeação de Alexandre Ramagem para a PF.
  • O ministro Luiz Fux encaminhou à PGR notícia-crime contra o presidente, produzida por um advogado. (Ele não era obrigado a fazer isso; poderia avaliar que não havia justa causa na notícia-crime. Ou não fazer isso agora.)
  • O ministro Gilmar Mendes negou pedido do deputado Eduardo Bolsonaro para impedir a prorrogação da CPMI das Fake News.

Hoje:

  • Por 11 votos a zero, os ministros suspenderam a decisão do governo de restringir, via artigo de uma MP, a Lei de Acesso à Informação.

Newsletter

Reportagens exclusivas e as notícias mais quentes na sua caixa de e-mail.

Valorizamos sua privacidade. Nunca enviaremos spam ou compartilharemos suas informações com terceiros.

Assine

O novo modo de fazer jornalismo de que o novo Brasil precisa.

Apoie o nosso jornalismo para que possamos ajudar a elevar a democracia.
Assine Vortex