(Foto: Rosinei Coutinho/SCO/STF )
Justiça

STF dá fôlego a partidos que não prestam contas

(atualizado: 05/12/2019, 20:52) renan@vortex.media

A maioria do Supremo Tribunal Federal decidiu nesta quinta-feira (05/12) que o registro de diretórios municipais e estaduais de partidos políticos que não apresentam suas contas só podem ser suspensos se ocorrer por meio de procedimento judicial específico e depois de esgotados todos os recursos (trânsito em julgado).

A decisão, que contraria um entendimento que prevalece no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) desde 2014, adia punições e dá fôlego a diretórios partidários que não prestam contas com a devida transparência.

Conteúdo exclusivo para assinantes

Apoie o nosso jornalismo para que possamos ajudar a elevar a democracia.

Plano Anual com 30% de desconto.

Plano Mensal.

Plano Gratuito válido por 30 dias.

Já é assinante?

Newsletter

Reportagens exclusivas e as notícias mais quentes na sua caixa de e-mail.

Valorizamos sua privacidade. Nunca enviaremos spam ou compartilharemos suas informações com terceiros.

Assine

O novo modo de fazer jornalismo de que o novo Brasil precisa.

Apoie o nosso jornalismo para que possamos ajudar a elevar a democracia.
Assine Vortex