(Foto: Adema/Governo de Sergipe)
Justiça

Vazamento de óleo nas praias: Marinha e PF só descartam naufrágio

(atualizado: 29/11/2019, 12:01) carla@vortex.media marcelo@vortex.media

Três meses depois do aparecimento de manchas de óleo no litoral brasileiro, a Marinha e a Polícia Federal seguem diferentes linhas de investigação em busca da causa do desastre ambiental. Apesar de a Polícia Federal ter direcionado suas suspeitas iniciais para um petroleiro grego, a Marinha ainda considera a possibilidade de se tratar de um “navio pirata” -- ou dark ship, como são chamadas as embarcações que navegam fora da lei, com sistemas de localização desligados.

Por que isso importa?

A investigação envolve a busca pela origem do óleo que causou um dos mais graves desastres ambientais no litoral brasileiro.

Conteúdo exclusivo para assinantes

Apoie o nosso jornalismo para que possamos ajudar a elevar a democracia.

Plano Anual com 30% de desconto.

Plano Mensal.

Plano Gratuito válido por 30 dias.

Já é assinante?

Newsletter

Reportagens exclusivas e as notícias mais quentes na sua caixa de e-mail.

Valorizamos sua privacidade. Nunca enviaremos spam ou compartilharemos suas informações com terceiros.

Assine

O novo modo de fazer jornalismo de que o novo Brasil precisa.

Apoie o nosso jornalismo para que possamos ajudar a elevar a democracia.
Assine Vortex